* * Bem Vindos * *

17 maio 2011

O passarinho do relógio

Sabe aquele relógio de parede de antigamente, que a cada hora saia um passarinho da portinha cantando "cucoo, cucoo"?

Entao...

Esse cara pertence à ordem dos Cuculiformes e da família Cuculidae. A espécie mais conhecida é a Cuculus canorus. Lembra o gaviao pela forma de voar e pela plumagem. Podem ter 60 cm de envergadura, até 34 cm de comprimento e pesar cerca de 100g.

Possui dimorfismo sexual, ou seja, macho e fêmea são diferentes, neste caso, quanto sua coloração.




macho e fêmea (créditos da foto ninha.bio.br)



Podem ser encontrados na Europa e alguns pontos da África.

O grupo possui uma característica, o parasitismo (existem espécies nao parasitas). A fêmea vigia um casal de pássaros e quando o pássaro deixa o ninho por alguns instantes, a fêmea do cuco aproveita para retirar um dos ovos e colocar um dos seus no lugar. A mae adotiva nao percebe que o ovo nao é seu por ter quase o mesmo tamanho e cor. O filhote do cuco nasce primeiro, depois de 12 dias de incubaçao. Após algum tmepo começa a jogar seus irmaos pra fora do ninho ou os ovos e passa a ter toda a atençao da mae.

Uma outra espécie de cuco, o cuco rabilongo, nao joga seus irmaos pra fora. Os filhotes do cuco rabilongo apresentam uma mucosa de cor forte no interior dos bicos, o que naturalmente chama mais a atençao da mae adotiva e por consequência, sao mais alimentados do que os demais filhotes que acabam morrendo de fome e abandono.

Basicamente, os cucos se alimentam de pequenos invertebrados. Adoram larvas e lagartas. Ocasionalmente comem frutos e sementes.

Agora vem a pergunta: por que o cuco foi parar dentro do relógio?
Existe uma lenda (e que por sinal nao acho que combine muito com o cuco, mas...lenda é lenda rs) e que pode ser lida nesse site junto com a história do relógio.


Quer ver mais fotos do cuco?

Nenhum comentário:

Postar um comentário